Pressione "Enter" para pesquisar ou "Esc" para cancelar.

Você conhece os fluxos de comunicação entre setores da sua empresa? Deveria

Para melhorar o diálogo interno, é preciso observar os fluxos de comunicação entre setores da empresa e o conteúdo dessas informações. Se você não sabe do que estamos falando ou não conhece por onde os dados da sua empresa estão passando nem para onde estão indo, recomendamos que comece agora.

Empresas geram diariamente um grande volume de informação que desempenha um papel importante e imprescindível nas organizações quando conhecidas por todos. Isso gera muitos desafios para uma comunicação mais fluida.

Separamos os tipos principais de fluxos de comunicação dentro de uma empresa. São eles:

Fluxo de comunicação ascendente

É quando a informação parte do liderado para o líder.  Esse fluxo é correspondente ao processo de feedback, ou seja, é o retorno do corpo funcional sobre o modelo de gestão, ações administrativas e planos organizacionais determinados pela empresa.

Em organizações mais tradicionais, esse é um tipo de comunicação mais difícil de acontecer devido a sua estrutura bastante hierarquizada. Para Gustavo Gomes de Mato, autor de “Comunicação Empresarial sem complicação”, as principais funções desse fluxo de comunicação são:

  • Proporcionar aos diretores o feedback necessário sobre os assuntos e problemas atuais da organização
  • Ser fonte primaria de retorno informativo para direção;
  • Aliviar tensões ao permitir aos empregados de nível inferior compartilhar informações relevantes com seus superiores;
  • Estimular a participação e o compromisso de todos.
Pesquisa Tendências para a Comunicação Interna
Pesquisa “Tendências de Comunicação Interna”
Perguntamos a mais de 200 empresas “Como será a Comunicação Interna em 2017?”
Veja o resultado →

Fluxo de comunicação descendente

Ele segue do líder para o liderado, podendo ser chamado também de comunicação vertical ou oficial. Nesse tipo de comunicação, são transmitidas normas, procedimentos, atribuições, instruções, estratégias, objetivos e metas, práticas organizacionais, notícias institucionais etc.

A ideia nesse tipo de fluxo, ainda segundo Gustavo de Matos, é proporcionar aos membros informações relacionadas com os trabalhos realizados, facilitar um resumo do trabalho realizado e orientar os funcionários a reconhecerem os objetivos da organização.

E neste tipo de fluxo que entram as ações da Comunicação Interna e/ou do RH para proporcionar o alinhamento estratégico e cultural, e também para aumentar a produtividade dos colaboradores.

Leia mais:

Comunicação interna: a maior aliada da Cultura Organizacional

Guia da Cultura Organizacional

Fluxo de comunicação horizontal

Acontece entre pessoas do mesmo nível hierárquico. Esse fluxo ajuda na compreensão entre pares e torna possível que a equipe una esforços, além de satisfazer necessidades como inclusão, controle e afeição.

As principais funções desse fluxo de comunicação, segundo Matos, são:

  • Facilitar a coordenação de tarefas permitindo aos membros estabelecerem relações interpessoais efetivos através do desenvolvimento de implícito acordo;
  • Proporcionar a um empregado médio compartilhar de informações relevantes da empresa.

Esse tipo de fluxo de informação é comum em empresas que buscam serem cada vez mais colaborativas e inovadoras, pois permite que todos os colaboradores tenham voz e participem de debates e tomadas de decisão. Geralmente, esse tipo de organização opta por canais que proporcionam a colaboração, como redes sociais corporativas.

Além de criar um ambiente propício para a inovação, esse tipo de comunicação ajuda a integrar e melhorar o clima entre os colaboradores e compartilhar conhecimento e inteligência na empresa.

Fluxo de comunicação transversal

O fluxo vai em todas as direções, sem a distinção de níveis hierárquicos. Geralmente encontrado em organizações mais modernas, descentralizadas e flexíveis, com uma gestão mais participativa e integrada.

Esse tipo de fluxo cria o ambiente necessário para que os colaboradores passem a intervir em diferentes áreas e com elas interagir.

Por sua peculiaridade, esse fluxo pode estar presente nos fluxos ascendentes, descendentes e horizontal, e perpassa todas as instâncias da empresa.

Fluxo de comunicação circular

Nele, as informações circulam livremente entre todos os colaboradores. Ela perpassa por todos os níveis da empresa sem se ajustar às direções tradicionais, e para Gortari e Gutiérrez, seu conteúdo pode ser tanto mais amplo quanto maior for o grau de aproximação das relações interpessoais entre os indivíduos.

Por essas características, geralmente esse tipo de fluxo é mais presente nas empresas de pequeno porte.

Conclusão

Ao identificar os fluxos de informação será possível perceber onde estão as falhas e os ruídos no processo de trocar informações ou onde será necessário que a comunicação interna atue mais fortemente.

Para todos os tipos de fluxos, a empresa pode abrir mão dos mais variados métodos, recursos e canais, mas para entender quais utilizar, é preciso ir além do mapeamento de fluxos.

A SocialBase, juntamente com o consultor Flávio Benetti, produziu o Guia do Planejamento da Comunicação Interna, em que, além de ensinar como mapear fluxos, mostrar o passo para construir um plano completo de comunicação. Baixe clicando no banner abaixo.

Crédito de imagem: HubSpot

ebook-planejamento-ci
eBook “Guia do Planejamento de Comunicação Interna”
Passo a passo para criar seu Plano de Comunicação.
Baixe gratuitamente