Liderança na transformação digital: qual o caminho para guiar sua empresa

Por Tiago Magnus, Fundador do Portal TransformacaoDigital.com

A transformação digital já é um caminho para as empresas, e seus líderes devem dominar os inúmeros recursos tecnológicos que fazem parte desse processo. Além do conhecimento técnico, os dirigentes devem ter um olhar estratégico para o digital, explorando-o em favor das pessoas e dos negócios, com propósito e perspectiva. 

Duas características são essenciais para que a empresa viva plenamente sua transformação digital: gestão flexível e foco em inovação.

Por que essas duas características? Dependendo do nível em que a organização estiver em termos de automatização, a transformação trará desafios de diferentes graus.

Quanto mais burocratizada for a rotina, com profissionais envolvidos em tarefas repetitivas e menos elaboradas, maior será o impacto ao inserir a tecnologia na execução dessas funções. Os colaboradores podem sentir até que seu trabalho perdeu sentido.

Sugestão de leitura do blog:
[Blogpost] Produtividade e engajamento nas mãos da empresa
[Blogpost] Lideranças na Comunicação Interna: uma questão de estratégia
[Blogpost] Pesquisa: apenas 13% dos colaboradores estão realmente engajados

Diante disso, a liderança na transformação digital possui um papel crucial: mostrar um caminho para esses profissionais, criando novos propósitos para o seu trabalho e incentivando-os a se reinventar a partir dos desafios que estão prestes a surgir.

Por isso, uma gestão flexível, que dê tempo e espaço para que o colaborador experimente novas ideias, além do foco em inovação, que cria uma cultura voltada para a mudança constante, são vitais para que a transformação digital não seja apenas um conceito de TI e possa se estender por todos os setores da empresa.

Criamos um roteiro para líderes guiarem suas equipes nesse cenário, mostrando quais as atitudes fundamentais para que uma empresa se transforme em um negócio integrado ao mundo digital.

Liderança na transformação digital é deixar a tecnologia inspirar as pessoas

Independentemente da organização e do ramo de atuação, todas as vezes em que um gestor apresenta uma nova ideia, há um grau de desconfiança, que pode ser expresso por uma certa resistência. Em alguns contextos, ele é bem menor, variando de acordo com a cultura interna e o tipo de trabalho desempenhado.

No entanto, um líder deve estar sempre preparado para esse momento de transição, em que toda a equipe se vê diante de mudanças e não tem muita certeza sobre os impactos que elas trarão.

Por isso, antes de qualquer coisa, uma liderança de verdade precisa inspirar pessoas. Um líder deve transmitir aos colaboradores aquilo em que ele acredita. Quanto mais forte for essa crença, mais inspiradora ela será.

Em relação à tecnologia, o papel do gestor é fazer seu time se apaixonar por aquilo que ele mesmo se apaixonou. Com os inúmeros recursos digitais disponíveis hoje, essa tarefa não fica tão difícil assim. A realidade já mostra que os colaboradores engajam-se mais devido à facilidade que as novas tecnologias oferecem.

O importante é mostrar os benefícios do novo modelo de trabalho, individual e coletivamente, e fazer o funcionário enxergar seu futuro na empresa dentro dessa nova configuração. A partir do momento em que ele desejar tornar-se parte disso, sentindo-se motivado, o restante fica mais fácil.

Seja transparente e estimule a comunicação direta

Obviamente, dificuldades surgirão eventualmente, e um bom líder deve dispor de mecanismos para lidar com elas.

Ao contrário do que se pode pensar a respeito do tópico anterior (inspirar pessoas), mostrar a realidade nua e crua para seus colaboradores é imprescindível para que as coisas deem certo.

Você pode despertar a paixão pela tecnologia em sua empresa, mas não precisa omitir nada por isso. A transparência é mais um dos pilares essenciais dos novos modelos de negócio.

Empresas que confiam na tecnologia acreditam também (e principalmente) nas pessoas. Talvez, esse seja um dos maiores entendimentos para se tornar um líder da transformação digital em seu negócio.

Por isso, verdadeiros líderes digitais não ligam se estão (ou não) sendo chamados de “senhor(a)”, se o colaborador tem ideias melhores que as dele, se sua sala é maior que as demais – nada disso é relevante.

Um líder nos moldes da transformação digital está preocupado em oferecer o melhor para as pessoas, pois sabe que é esse o sucesso mais genuíno que uma empresa pode alcançar. Se seus funcionários estão ao seu lado nessa trajetória, não existe nada mais importante.

Portanto, a transparência é um ingrediente necessário. Por meio da comunicação direta, sem interferências hierárquicas, funcionais ou de qualquer outra natureza, é possível que uma equipe olhe para a mesma direção e trabalhe junto para alcançar objetivos cada vez maiores.

Isso inclui a liberdade de não saber algo, de buscar apoio, consertar e aprender com os erros.

Sugestão de leitura do blog:
[Blogpost] Redes Sociais Corporativas e a Comunicação da Liderança
[Blogpost] Como engajar equipes utilizando uma Rede Social Corporativa

Capacite sua equipe e trate-a como a melhor

Nesse ponto, (bons!) pais e mães podem ensinar muito sobre liderança na transformação digital. Querer o melhor para os filhos é um jargão que a maioria utiliza e, em casos felizes, isso de fato funciona, o que resulta em pessoas confiantes, preparadas e éticas.

Ao utilizarmos essa lógica no contexto organizacional, seria no mínimo estranho um líder não acreditar na própria equipe. Confiar no potencial de seus colaboradores é o primeiro passo para torná-los capazes, pois isso reflete no investimento em qualificação.

De maneira equivocada, muitas pessoas acham que o desenvolvimento pessoal e profissional só é importante quando tudo está dando errado, porque isso nos faz usar o conhecimento como forma de “apagar incêndios”. No entanto, o conhecimento é um fluxo contínuo e precisa dessa constância para evoluir.

O cientista e escritor Marcelo Gleiser usa a metáfora de uma ilha para ilustrar a busca pelo conhecimento. Dessa forma, ele nos convida a imaginar que aquilo que conhecemos cabe em uma ilha e, portanto, quanto mais descobrimos sobre o mundo, mais essa ilha cresce.

Porém, junto com ela, cresce o que está à sua margem, representando tudo aquilo que ainda desconhecemos. Essa metáfora nos ajuda a entender que a busca pelo conhecimento é uma constante e, ao que tudo indica, ela é infinita.

Voltando para o contexto organizacional, o mundo digital e o processo de liderança, investir nos colaboradores e capacitá-los pessoal e profissionalmente, apostando em seu crescimento, é uma atitude que não pode faltar em líderes do caminho digital.

Liderar empresas na transformação digital é, acima de tudo, liderar pessoas. Isso requer um esforço para otimizar a experiência humana com as novas tecnologias, extraindo os benefícios que esses meios podem trazer para o desenvolvimento de negócios, produtos e serviços no geral.

 

Quer saber como e por onde começar a Transformação Digital na sua empresa com a ajuda das lideranças e de uma boa Comunicação?

Converse gratuitamente com um de nossos especialistas. Clique aqui!