Motivação e engajamento nas empresas: as redes sociais podem ajudar

Motivação é o que nos leva em frente e nos impulsiona a fazer até o impossível. Esse raciocínio também pode ser aplicado ao meio corporativo, pois uma equipe de funcionários motivados pode ser determinante para a vida de uma empresa. Para que os resultados positivos sejam alcançados, os colaboradores devem estar engajados e ter em comum o mesmo propósito da empresa, mas a questão é: como incentivar a motivação e o engajamento?

Dados do Estudo Global sobre Força de Trabalho, realizado pela Towers Watson, revelam que 30% dos profissionais brasileiros estão desengajados no seu emprego atual. Apenas 28% afirmaram estar altamente motivados, 26% se sentem sem suporte por parte da empresa para realizar suas atividades, e 16% estão desvinculados de suas empresas. Ao todo, foram entrevistados mais de 32 mil profissionais de organizações de grande e médio porte de 28 países.

A pesquisa também aponta que o salário e benefícios são os principais fatores para o alto engajamento. Para os profissionais brasileiros, o desenvolvimento de carreira, imagem e metas da empresa e objetivos claros são importantes pontos que os motivam a criar um laço com a empresa. Já nas metas e objetivos claros, 46% dos empregados não conhecem ou têm acesso às metas da empresa em que trabalha, 37% não entendem o seu papel no trabalho e 44% não sabem as ações necessárias para contribuir com a empresa.

Busca-se, então o engajamento sustentável, baseado na alta performance e no comprometimento de longo prazo. Para atingir esse engajamento, é necessário um suporte organizacional que crie um sentimento de vínculo à organização e também estabeleça um relacionamento ativo entre os funcionários.

Nesse contexto, a tecnologia, como as redes sociais corporativas, pode surgir como uma importante aliada, pois tem capacidade para dinamizar a troca de informações e aumentar a interação entre os colaborados, gestores e direção. Com isso, aspectos problemáticos podem ser trabalhados – apresentados e reforçados -, por meio das ferramentas disponíveis. A relação entre os funcionários também ganha novo fôlego, com o maior o compartilhamento de informações e acompanhamento de ações comuns.