O que fazer maionese tem a ver com desenvolver um código

Código é ingrediente e ingrediente bom não é garantia de produto final bom.
É como maionese, já fizeram maionese?
Para quem não tem ideia de como se faz maionese segue a receita básica:

  • 1 ovo inteiro e cru
  • 1 colher de sopa de azeite
  • 1 colher de sopa de água
  • sal à gosto

Para dar ponto:

  • Azeite quantidade necessária

MODO DE PREPARO

  1. Coloque todos os ingredientes da base no liquidificador
  2. Ligar na velocidade máxima
  3. Contar pausadamente até o número 12
  4. A seguir coloque fio de azeite até ficar cremosa

Vejam juntamos os ingredientes e o azeite para dar ponto e batemos metódica e sistematicamente.

Receita simples, mas o que faz a maionese é quem executa o batimento. Ah o liquidificador? Embora este seja essencial, ainda não a grande estrela. Maionese caseira é igual código, dependem de técnica e talento.

Técnicas

Hoje em dia encontramos muita fonte de estudo online. Mas quando nos propomos ser bons programadores, logo buscamos graduação formal. Excelente. Mas insatisfatório e logo percebemos.

  •         Programadores precisam do básico inglês técnico, que nesta área é amplo e complexo, inovador e disruptor. Quantos termos em inglês foram “abrasileirados” graças ao mundo da informática?
  •         Programadores precisam de lógica, raciocínio abstrato e capacidade de resolução de problemas de maneira simples e inteligente.
  •         Programadores precisam da máquina, computadores capazes de suportar diversas ferramentas que os permitam desenvolverem ideias, testar jornadas e entregar soluções.
  •         Programadores precisam de ferramentas, por isso hoje em dia temos tantos sistemas open sources, são programadores que pensaram na solução de seus próprios problemas. Será que o liquidificador foi inventado por um cozinheiro? (*pesquisei e as informações são desencontradas)
  •         Programadores são engenheiros, psicólogos, sociólogos, administradores, vendedores, neurocientistas, relações públicas, coaching de amigos, humoristas, analistas humanos e exatos.
  •         Programadores são gamers e geeks.
  •         Programadores precisam de prática, precisam resolver problemas de empresas do mundo real.

Ou seja, a graduação não capacita plenamente um programador, é preciso sangue, suor e lágrimas nas muitas horas de estudo quando um bom programador decide ser.

Talento

Podemos entender talento como aquilo que nasce junto e ponto. Porém, não é por nascer em nós, ser inato que é óbvio ou suficiente. Talento é como semente, o potencial de ser esta lá, agora para a semente ser planta as condições ideais precisam acontecer. Para um programador a graduação é o ambiente propício, mas é preciso esforço próprio, adubo, azeite para dar ponto. Bom programador fará boa maionese

Gosto da afirmação de que um bom programador é pareto: 20% talento e 80% técnica, ou 20% inspiração e 80% persistência. Um código construído com apenas os 20% de talento será um código sem consistência, ideia brilhante sem sustentabilidade. Um código construído com apenas 80% de técnicas será o código perfeito do produto sem graça, a maionese cremosa sem sal, sem gosto. O conjunto será o sucesso.

O código construído com técnicas arquitetadas, com substanciosa cobertura de testes, feito com ferramentas de fácil manuseio, robustas e de ponta, que nasce do talento nato esta formando jovens em milionários do mundo digital, os gênios das startups.

Produtos que tem transformado a vida das pessoas. O mundo digital não vive em nossos computadores, tablets e smartphones, temos código em nossas geladeiras, fogões e microondas, nos carros, aparelhos de tvs, vai além dos caixas eletrônicos, temos muito código no cinema e código chegando em nossos relógios e em breve tênis e roupas.

Mas todo esse código é feito por programadores que têm talento e técnicas, que não abandonam a maionese, ficam de olho até que o ponto seja consistente e que tenhamos garantia que não desandará.

Maionese sem o cuidado do cozinheiro desanda. Código sem o cuidado do programador não funciona. Dá para ficar fã fácil de bom programador, assim como ficamos fãs de bons cozinheiros. Concluímos que programadores devem, também, ser Chefes!, pelo menos da maionese que estão produzindo.

_____________________________________

Artigo desenvolvido pela Equipe de desenvolvimento da SocialBase

Da esquerda à direita
Gabriel; Domingos; Guga; Jaison; Victor
Luiz Carlos; Luiz Felipe; Paulo; Simone; Daner; Rada; Cleyton; Douglas

24_b

SocialBase

SocialBase

Conectamos as pessoas tornando o trabalho mais simples e produtivo! <3