ONG usa rede social corporativa para compartilhar informações

Mais de 50 mil pessoas fazem parte da rede da National Peace Corps Association, uma instituição do terceiro setor de abrangência internacional. As ações da NPCA ocorrem em mais de 75 países – cada um deles com projetos específicos e peculiaridades. Em uma comunidade desse porte, um dos grandes desafios é manter um banco de dados atualizado sobre cada uma das campanhas feitas em diferentes locais. Para resolver essa questão, a ONG usa rede social corporativa para compartilhar informações – uma lição que pode ser aplicada em instituições de todos os tipos.

As informações mal armazenadas geravam grandes problemas para a National Peace Corps Association. A comunidade é muito fragmentada e ativa, trocando de campanhas (e até de países) com o tempo. “Na era pré-internet, tínhamos grandes desafios para nos mantermos conectados”, disse a diretora de comunicação da ONG, Erica Burman, em depoimento ao portal Mashable.

O artigo do Mashable também menciona outro problema: quando um voluntário retornava de uma missão, não tinha o costume de compartilhar dados e orientações sobre o local visitado, o que gerava retrabalhos para a equipe. Afinal, são informações que poderiam facilitar a vida de um colaborador que fosse até a região. Ou seja: a gestão do conhecimento dentro da ONG ficava prejudicada.

Pensando nesses dois problemas – a falta de integração e de uma boa fonte de informação – é que a equipe da NPCA decidiu investir em uma rede social corporativa. Nela, os voluntários podem criar tópicos para cada campanha e compartilhar dados sobre os locais visitados. Além disso, os integrantes podem trocar mensagens, viabilizando atroca de ideias dentro do grupo, independente das distâncias, já que a ferramenta está hospedada na nuvem e pode ser acessada pela internet. “Boa parte do conteúdo do site é produzido pelos usuários. Temos a sorte de contar com uma comunidade que quer compartilhar onde esteve e o que fez”, disse o gestor de iniciativas online da ONG, Molly Mattessich, em reportagem do portal MarketingSherpa.

Segundo as informações divulgadas pela National Peace Corps Association, a ONG usa rede social corporativa com 26 mil usuários cadastrados. O sucesso da ferramenta usada na NPCA se justifica por dois motivos que costumamos citar muito aqui no Blog da Rede Social Corporativa. Primeiro: eles criaram um ponto de encontro virtual para colegas que estão longe. No caso de uma organização internacional, isso viabiliza o diálogo e a troca de informações úteis entre os usuários.

O segundo motivo pelo qual a ONG usa rede social corporativa é criar um canal oficial da empresa. Ela tornou-se uma fonte confiável de informações sobre a instituição. Se um voluntário busca mais informações sobre as campanhas no Afeganistão, por exemplo, ele pode localizá-las no tópico sobre o assunto criado dentro da ferramenta. Além disso, segundo a reportagem do MarketingSherpa, ela funciona como um meio para disseminar comunicados e notícias para toda a equipe.

Esses dois fatores de sucesso foram aplicados em uma ONG, mas servem para instituições privadas ou governamentais. Na sua organização, você usa uma rede social para armazenar informações? Deixe seu relato nos comentários.

SocialBase

SocialBase

Conectamos as pessoas tornando o trabalho mais simples e produtivo! <3