Benefícios das redes sociais corporativas para prestadores de serviço

Grupo que vem aderindo cada vez mais às redes sociais corporativas, os prestadores de serviço encontraram nessas ferramentas um meio para armazenar conhecimento e organizar ações. Podemos indicar alguns exemplos de sucesso, como o escritório catarinense de advocacia Menezes Niehbur – caso que relatamos neste post. As experiências que acompanhamos na área mostram que as soluções fechadas de comunicação interna ajudam esse tipo de empresa em necessidades muito específicas. Confira, neste post, algumas aplicações práticas das redes sociais corporativas para prestadores de serviço:

  • Compartilhamento de informações: um dado interessante coletado na web pode ser compartilhado para toda a empresa ou para um grupo específico por meio das redes sociais corporativas. Em um escritório de advocacia, por exemplo, é possível enviar um relato de jurisprudência para todos os integrantes da empresa.
  • Troca de ideias e incentivo ao colaborativismo: com informações disseminadas para todo o corpo funcional, as redes sociais corporativas funcionam como um meio de incentivo ao colaborativismo. Elas podem ajudar prestadores de serviço a discutirem ideias e projetos para incrementar a empresa. Em uma clínica médica, por exemplo, os profissionais que trabalham lá podem trocar ideias sobre reformas na sede e nos consultórios.
  • Armazenamento de dados: além de compartilhar conhecimento, é possível usar essa ferramenta de comunicação interna como um banco de dados da empresa. É possível criar, por exemplo, uma lista de links com conteúdos relevantes.
  • “Ponto de encontro” dos colaboradores: a rede social corporativa pode ser um ótimo instrumento para promover a comunicação interna. Por meio dela, é possível enviar mensagens a todo o corpo funcional ou para grupos específicos. Os membros da empresa tendem a ver a ferramenta como referência para informações organizacionais. Além disso, colaboradores lidam com o sistema como um “ponto de encontro”, no qual eles podem localizar os colegas e interagir com eles. Essa solução pode ser muito útil, por exemplo, em prestadores de serviços que vão até o cliente, como companhias especializadas em manutenção, com funcionários que não costumam ver o resto da equipe durante alguns períodos.
  • Geração de engajamento: com um ponto central de comunicação bem estruturado, a ferramenta tende a ser mais usada. Você pode conferir mais informações sobre implantação de redes sociais corporativas no nosso e-book sobre o assunto. Se o sistema estiver bem aplicado, ele pode (e deve) gerar engajamento no corpo funcional. Por meio dela, as pessoas ligadas à organização tendem a participar das discussões e conversas sobre temas importantes para a empresa, como projetos futuros e planejamento de folgas. Elas também ajudam a reforçar a disseminação dos valores da instituição entre os colaboradores, atuando com sistema de reforço ao endomarketing.
  • Gerenciamento de projetos: muitos prestadores de serviços trabalham orientados por projetos. As redes sociais corporativas podem servir como ponto de apoio para registrar e gerenciar as ações em andamento. É possível criar grupos específicos para cada projeto, divulgar informações sobre cada etapa, armazenar documentos que ajudem no processo e verificar quais colaboradores estão mais engajados em uma determinada fase.

E você, tem algo a adicionar na nossa lista de vantagens das redes sociais corporativas para prestadores de serviço? Deixe sua mensagem pelos comentários.

SocialBase

SocialBase

Conectamos as pessoas tornando o trabalho mais simples e produtivo! <3