primeiros passos transformação digital

Os primeiros passos para começar a transformação digital


Os primeiros passos para começar a transformação digital em sua empresa estão aqui, neste conteúdo. Ela é real e tem um caminho. Você só precisa acreditar no poder que ela tem de mudar os rumos de seu negócio.

Caso alguém ainda não tenha percebido, estamos vivendo a era digital. Portanto, mais do que importante, a TD é uma necessidade nos tempos atuais. Em breve, mais softwares serão desenvolvidos e, a cada novo surgimento, ainda mais tarefas serão automatizadas.

Para começar a transformação digital, mude pelas pessoas

Por você, por seus colaboradores, por seus clientes, pela sociedade como um todo. As tecnologias estão a serviço das necessidades humanas e têm como missão intrínseca trazer melhorias à vida das pessoas.

Não é só porque a transformação digital aquece a economia, nem somente pela eficiência que ela de fato traz aos processos. É por tudo isso e mais um pouco

É pela simplificação da rotina de suas equipes, pela diminuição de desperdícios (de tempo, recursos e espaço físico), é para que os clientes tenham uma experiência ainda melhor com seus serviços, é pelo desejo de criar um negócio bom para todos.

Portanto, se sua empresa foi feita apenas para dar lucro, aproveite essa oportunidade para começar a transformação digital e desenvolva um novo modelo, voltado para as pessoas (e, claro, continue ganhando dinheiro).

Defina o tamanho da mudança

Planejamento. Essa é a primeira ação para implementar qualquer tipo de projeto, principalmente algo como a mudança do escopo de um negócio.

Você pode estar pensando: “Mas eu só quero tornar meus processos digitais, talvez isso tudo seja um exagero…”.

Bem, na verdade, não é bem assim. Por exemplo, você já trabalhou com uma equipe remota? Sim, isso mesmo, com pessoas atuando de qualquer lugar, conectadas pela internet.

Se a resposta for não, é provável que você estranhe a liberdade que acompanha esse tipo de trabalho, assim como talvez se surpreenda com o fato de que, não, não é preciso ficar no pé de ninguém para que uma tarefa seja entregue com qualidade. Portanto, comece a se acostumar com doses extras de autonomia e responsabilidade em suas equipes.

Em tudo relacionado à TD, isso é uma regra. Cada ação voltada para a inovação trará alterações à estrutura da empresa. Por isso, falamos em novos modelos de negócio; por isso, não acreditamos em “meia” transformação.

Por “definir o tamanho da mudança”, queremos dizer que é necessário criar um planejamento e escolher uma estratégia digital, mapeando-a por setores e áreas. O próximo passo envolve, necessariamente, uma modificação na mentalidade.

Vale destacar que é essencial que a TD aconteça em todos os departamentos da empresa, o que significa abranger cada um dos profissionais. Logo, ainda que soe óbvio, inclua sua equipe nessa transformação.

Exemplo

Vamos imaginar que seu objetivo seja migrar de uma loja física para o e-commerce. É natural achar que isso já caracterize uma mudança em direção a um modelo digital. No entanto, esse é apenas o “problema”.

A virada só ocorre quando todos os setores da organização, especialmente TI, RH, Financeiro, Marketing, Logística e Vendas, estiverem trabalhando como uma equipe de e-commerce. Isso requer liderança com maturidade digital, o domínio de ferramentas e papéis muito bem definidos.

Gratis
Materiais Educativos sobre comunicação interna
Conteúdo e comunicação interna: Envolvendo seus colaboradores para criar e distribuir conteúdo!

Rompa barreiras na cultura de sua empresa

Para começar a transformação digital, além de inserir plataformas para substituir processos manuais e migrar todo o seu ambiente corporativo para o espaço virtual, é preciso criar uma cultura organizacional que viabilize essa maneira de operar. Falamos em “viabilizar” porque é realmente isso: a cultura organizacional é um fator determinante para que uma estratégia dê certo.

Nesse quesito, os gestores têm um papel decisivo, principalmente na desconstrução da própria função. Ter uma empresa digital é deixar que o conhecimento seja o rei.

Isso significa que quase tudo o que conhecemos como liderança, nos moldes tradicionais, perde o sentido, pois, na maioria das vezes, essa atribuição está ligada a figuras hierarquicamente superiores.

Na cultura digital, o líder, em um primeiro momento, é aquele que carrega uma ideia e, junto com ela, valores, uma missão e conhecimento para dividir. Ao criar uma empresa e contratar pessoas, ele busca parceiros para alcançar esse objetivo e adotar os mesmos compromissos.

Para isso, ele precisa dar espaço para que os colaboradores troquem informações, se desenvolvam, aprendam e ensinem. A liderança, na transformação digital, não se trata de ter o poder, mas de empoderar os outros, engajá-los em seu projeto e estar aberto a melhorá-lo constantemente.

Dica do blog: Como uma Rede Social Corporativa fortalece a Cultura Organizacional? Leia no post

Transforme tudo em ação

A TD não é feita só de teoria. É necessário organizar todas essas expectativas em ações concretas. Portanto, para ter uma noção maior de tudo o que falamos até aqui, veja os passos a seguir:

  • planejamento de uma estratégia digital;
  • escolha de um modelo e desenvolvimento de uma cultura de inovação;
  • criação de uma estrutura operacional de TI colaborativa e ágil;
  • inserção das plataformas corretas em todos os setores da empresa.

Essas etapas, juntas, configuram a TD colocada em prática. O sucesso de sua implementação estará sempre atrelado ao nível de maturidade digital que sua organização for capaz de atingir, e isso depende, necessariamente, da abertura das lideranças para o novo.

Começamos falando de ondas, mostramos a sequência que você precisa encarar e, para manter a temática, terminamos com um convite: invada de vez a praia da TD. Aloha!

 


 

Texto por Tiago Magnus, Fundador do Portal TransformacaoDigital.com