Início » Comportamento » 6 ações para motivar os colaboradores através de programas de bem-estar
Comportamento

6 ações para motivar os colaboradores através de programas de bem-estar

programa de bem-estar

Muitas empresas buscam nos programas de bem-estar corporativo uma forma de atrair e reter talentos, além de cuidar da saúde dos colaboradores. Isso também influencia na cultura organizacional e nos valores da empresa.

Funcionários que participam desses programas são mais saudáveis e felizes. Um estudo da Social Market Foundation aponta que funcionários felizes são até 20% mais produtivos do que funcionários insatisfeitos.

Uma pesquisa realizada pela Catho, site de anúncios de vagas e currículos on-line, revelou que 64% dos entrevistados querem melhorar a qualidade de vida. As empresas já notaram essa motivação profissional e estão investindo em ações para melhorar a rotina do colaborador, que engloba saúde, felicidade e bem-estar.

Muitas ações podem ser feitas para transformar o ambiente de trabalho em um local agradável, com um clima leve e feliz. Pequenas mudanças que fazem muita diferença, como incentivar a prática de exercícios físicos. Funcionários que se exercitam estão quase sempre mais dispostos e com mais energia para as tarefas do dia-a-dia. Veja abaixo outras formas de alcançar esse bem-estar no ambiente de trabalho:

Iniciativas de programas de bem-estar para aplicar na sua empresa

Atividade física

Incentive os colaboradores a se exercitarem mais vezes. Comece sugerindo mudanças leves, como usar as escadas, ir trabalhar de bicicleta ou descer do transporte público um ponto antes. Programas presenciais de bem-estar também são ótimos incentivos, como yoga e massagem. Tente fechar um grupo de interessados e convide um professor ou massagista para tocar as sessões.

Alimentação balanceada

Uma boa alimentação é essencial. Converse com seu time sobre a importância de se alimentar bem e não pular refeições. Analise a opção de ter a disposição dos colaboradores frutas, uma boa ideia para lanches saudáveis. A hidratação também é muito importante! Que tal convidar um nutricionista para palestrar para sua equipe?

Cultura do home office

A palavra-chave do home office é confiança. Se você não confia no seu colaborador para liberá-lo de trabalhar no modelo home office, algo está errado. Essa cultura transfere confiança e isso é um enorme incentivo! Horários flexíveis também são muito eficientes, permitindo que o colaborador trabalhe na hora que ele se sinta mais produtivo.

Ambiente leve e descontraído

A relação com os líderes também é muito importante para a saúde dos colaboradores, seja na saúde física ou mental. Converse com os gestores da empresa e faça uma avaliação da relação entre os colaboradores e veja se existe algo de errado ou a servir como inspiração para outros times.

Saúde mental

Em 2016, a Previdência Social registrou 75,3 mil afastamentos por burnout, síndrome que contém o estresse como principal sintoma. Que tal disponibilizar um profissional de psicologia para os colaboradores? Lembre-se que atividades físicas e uma boa alimentação também influenciam com um bom equilíbrio psicológico.

Programas digitais de bem-estar

Atualmente no mercado, existem opções de programas digitais de bem-estar para facilitar no engajamento dos colaboradores. Programas que oferecem integrações com diversos apps de saúde, tem a opção de criar times para uma competitividade saudável e fazer ações de cunho social.

Ter colaboradores mais saudáveis e felizes agrega inúmeros benefícios para a empresa como redução do absenteísmo, melhora na produtividade e até redução no custo de saúde da empresa. Conheça cases de empresas que tiveram resultados incríveis com programas de bem-estar no e-book gratuito sobre “Qualidade de Vida no Trabalho”, produzido pela GoGood.

Sobre o autor

Bruno

Bruno Rodrigues

Bruno Rodrigues é empreendedor e especialista em inovação pela Universidade de Stanford, fundador da GoGood e apaixonado por tecnologia em saúde e por negócios com impacto social. Antes de sua carreira como executivo, foi atleta profissional de karatê e campeão Sulamericano. Na GoGood, empresa de saúde digital, Bruno liderou a captação de 7 investimentos e acelerações no Brasil e no Vale do Silício, além de ter contribuído para que a empresa fosse selecionada como uma das Scale Ups da Endeavor.

/* ]]> */