Início » Tecnologia » A rede social corporativa substitui outros canais de comunicação interna?
Tecnologia

A rede social corporativa substitui outros canais de comunicação interna?

Trabalhar a comunicação interna nas empresas nem sempre é simples. Alinhar pessoas, processos, estratégias, táticas e ferramentas de trabalho, independente do porte da empresa, pode ser sim um desafio.

Nesse artigo, especialmente, vamos falar sobre como a rede social corporativa – uma ferramenta completa para a experiência dos colaboradores – interage dentro da empresa com os canais, processos e rotinas existentes.

Vamos lá?

Muitos canais versus poucos canais

Engana-se quem pensa que, por existirem diversos canais e ferramentas de comunicação disponíveis na empresa, a tarefa de gerir as informações se reduz a algo simples, como apenas repassar e divulgar informações.

Muitas vezes justamente essa diversidade de canais, ferramentas e fornecedores dentro da empresa pode tornar a vida do comunicador e a experiência dos colaboradores ainda mais complexas.

Uma campanha, por exemplo, precisa ter uma comunicação integrada, mas isso não quer dizer que ela deva ser colocada de maneira idêntica em todos os canais que existem na empresa.

É um erro bastante comum acreditar que apenas replicar a mesma informação em todos os canais será efetivo. Isso porque cada canal de comunicação tem um diferencial, um formato específico e uma linguagem mais adequada para cada tipo de informação, e é preciso usar cada um deles a seu favor na hora de pensar nas mensagens que precisam ser comunicadas.

A rede social corporativa e os outros canais de comunicação interna

Eu poderia simplesmente dizer que sim, a rede social corporativa pode substituir todos os canais em sua empresa, mas eu não estaria sendo completamente honesto com você.

Afinal, antes de uma resposta concreta sobre qual é o canal mais efetivo para se comunicar com os colaboradores, um diagnóstico de comunicação é essencial.

Mas, entender algumas variáveis e características da rede social corporativa é algo que pode ajudar você a descobrir se a sua empresa está pronta para ter uma ferramenta como essa.

A rede social corporativa é um canal de comunicação interna muito dinâmico e completo. Na ferramenta é possível se comunicar com todos os colaboradores de uma só vez, ou criar grupos para segmentar o repasse das mensagens. Também é possível criar campanhas multimídias, mensurar a comunicação de maneira efetiva e integrar outros softwares que os colaboradores utilizam para facilitar o acesso, aumentando a produtividade.

Essas características fazem com que, em algumas organizações, além de ser o canal principal de comunicação, a rede social corporativa seja quase o único meio por onde a empresa dialoga com seus funcionários.

Em outros casos, a rede social corporativa faz parte de um conjunto de outros canais e ferramentas, complementando a comunicação interna ou voltada a um público específico – como colaboradores que estão distantes, na operação ou na força de vendas (como no caso da varejista Zema).

De qualquer forma, a rede social corporativa é um espaço de colaboração e participação, ou seja, a comunicação dentro deste canal é democrática (o que não significa que ela é desgovernada, já que a ferramenta oferece opções de moderação e uma política de uso).

Vantagens da rede social corporativa

Independente de ser o único/principal canal de comunicação, ou parte de um contexto de outras ferramentas, a rede social corporativa permite que os colaboradores criem ou participem de grupos que sejam de seu interesse, sigam colegas e acompanhem as novidades de outras áreas – vantagens que melhoram o senso de pertencimento, ajudam a disseminar a cultura da empresa e melhorar a experiência dos colaboradores.

Já para comunicadores e lideranças, a rede social corporativa não é “mais uma ferramenta de trabalho” e sim a ferramenta que facilita o trabalho, com os recursos de agendamento de publicações, compartilhamento de arquivos, central de aplicativos, versão mobile e mensuração de todas as iniciativas.

Trabalhando de forma integrada

Deu pra perceber o quão ampla é uma rede social corporativa? Isso faz dela um canal completo, porém não complexo, que pode se adaptar a realidade da sua empresa para ser mais assertivo, de acordo com a organização.

Para isso, a SocialBase, além de desenvolver a ferramenta, busca compreender todo o contexto e cenário onde a empresa está inserida, levando em consideração alguns fatores, como: porte da empresa, número de funcionários, cultura hierarquizada vs. cultura colaborativa, divisões espaciais (subsedes, franquias) e recursos materiais (os funcionários podem usar computador ou celular com acesso a internet durante o trabalho?).

Por exemplo, se a sua organização é de grande porte e tem muitos colaboradores operacionais, que não têm acesso ao computador ou e-mail, a ferramenta pode ser acessada pelo celular do funcionário (mediante às políticas da empresa) e combinada a uma estratégia integrada com TV Corporativa.

Em empresas de médio e grande porte, mas que possuem unidades dispersas, a rede social corporativa pode funcionar no computador e no celular de todos, tornando-se um ambiente onde todos se encontram, apesar de estarem distantes, mesmo que cada local/unidade tenha seus próprios canais de comunicação local (como murais, TVs Corporativas ou até e-mail).

Os casos acima são muito comuns em empresas do setor de varejo, indústria e setor público, que têm uma complexidade maior nas trocas de informação. Já em empresas de pequeno porte, onde todos estão no mesmo escritório, a rede social corporativa pode ter outro caso de uso. Aqui na SocialBase, por exemplo, somos uma empresa com menos de 50 colaboradores e, por estarmos todos no mesmo ambiente físico, os fluxos de comunicação são um pouco menos complexos.

Ou seja, as condições do espaço de trabalho são favoráveis para que a rede social corporativa seja o único canal oficial por onde nos comunicamos. Isso é tão verdade que aqui raramente recebemos e-mails, muito menos participamos de grupos de trabalho no WhatsApp, já que a rede também possui chat.

Em uma empresa de porte médio, onde os setores são divididos, e a comunicação ainda não é muito fluída, a rede social corporativa pode sim ser o principal canal de comunicação interna, mas ela vai precisar de uma forcinha da TV Corporativa.

Vamos supor que a cultura do e-mail seja bem forte na sua empresa, mas você quer fazer com que os funcionários migrem aos poucos para tornar a rede social corporativa o único canal. Para fazer isso você pode contar com pequenos e-mails rápidos que levem os funcionários até a publicação principal na rede social corporativa. A TV corporativa também será uma boa aliada, funcionando visualmente para chamar a atenção do funcionário para algo que está dentro da rede social corporativa (dá super certo!).

Esses são só alguns casos mais comuns que servem como exemplo de que a gestão da comunicação exige dedicação e canais adequados para cada tipo de empresa.

Não é possível generalizar, afinal, somente você sabe como é a realidade de onde você trabalha, como é o comportamento dos funcionários e como é a cultura da sua empresa.

Está interessado em conferir a rede social corporativa funcionando na prática na sua empresa? Peça um teste gratuito!

Quero fazer um teste grátis!
Faça um teste gratuito do SocialBase e dê o próximo passo para uma Comunicação Interna mais eficiente!